Categorias: LITERATURA

Daqui a Cinco Anos: uma história sobre lealdade, amor e amizade

Como você se imagina daqui a cinco anos? Para Dannie Kohan não há muito mistério: ela estará casada com David, seu namorado de longa data, trabalhando em um dos escritório de advocacia mais prestigiados de Nova York e com um apartamento no seu bairro favorito da cidade. Dannie sabe o que precisa fazer para conquistar cada uma dessas coisas e seu planejamento está funcionando perfeitamente até que algo inesperado acontece com ela. Em Daqui a Cinco Anos, livro de Rebecca Serle publicado pela Paralela, você não pode tomar nada como certo visto que a vida não liga para o que quer que você tenha colocado em sua meta de ano novo e planilhas do Excel — 2020 que o diga.

Dannie Kohan é uma mulher prática e controladora: desde muito jovem ela sabe o que quer para sua vida e desde então se move em direção a esse objetivo, totalmente diferente de Bella, sua melhor amiga de infância que vive ao sabor do vento, sem se importar muito com as consequências de seus atos. Enquanto Dannie é toda método e precisão, Bella troca de namorados quando tem vontade e pode estar uma manhã em Paris e, no dia seguinte, indo em direção a Califórnia. Mesmo com todas as diferenças entre elas, a constante na vida de ambas é o amor inabalável que sentem uma pela outra.

“Quem determina com o que estamos lidando somos nós.”

Porém, as certezas de Dannie caem por terra quando, após um dia perfeito com direito a uma entrevista de trabalho bem sucedida e um pedido de casamento de David, ela dorme apenas para acordar cinco anos no futuro. Ainda é a noite do dia 15 de dezembro, porém cinco anos no futuro, e Dannie está em um apartamento diferente, com outro anel de noivado no dedo e um homem que nunca viu antes ao seu lado na cama. Sua confusão não poderia ser maior, mas após dormir novamente, ela retorna para sua realidade, no presente, no apartamento que divide com David e com o anel de noivado que ele lhe deu no dedo.

A mente racional de Dannie não consegue entender o que aconteceu e, abalada, decide acreditar que toda a experiência não passou de um sonho. Ainda que a sensação de que tudo o que viveu seja a das mais reais, Dannie decide ignorar aquilo e seguir sua vida como se nada de estranho tivesse acontecido na noite de 15 de dezembro — e tudo parece funcionar com precisão, conforme todos os outros planos para sua vida, até que ela encontra o homem com que estava naquela noite. A partir de então, Dannie faz o possível para que aquele futuro não se realize, mas como Dark já nos ensinou muito bem, às vezes são nossas próprias ações que causam aquilo que mais desejamos evitar.

Mas não espere de Daqui a Cinco Anos uma trama intricada como a do seriado alemão da Netflix. Rebecca Serle não explica o que causou a viagem de Dannie para o futuro e muito menos como isso é possível, o acontecimento é apenas um recurso narrativo que a autora não se preocupa em desvelar. O que importa aqui, para a autora, é a jornada de Dannie em uma trama que falará sobre lealdade, amor, amizade e como não temos controle algum do nosso futuro — por mais que a gente goste de imaginar que temos tudo nas mãos. Embora possa parecer clichê em um primeiro momento, a trama de Daqui a Cinco Anos tem uma virada que conta com uma carga emocional pesada, então pode não ser o livro ideal se você busca por uma leitura leve e despretensiosa.

Ainda que Daqui a Cinco Anos pareça à primeira vista, como já dito, um romance com vários clichês do gênero, ele surpreende quando percebemos que o amor da história é, na verdade, entre Dannie e Bella. A narrativa em primeira pessoa por parte de Dannie prejudicou alguns pontos da narrativa para mim, visto que não consegui gostar da protagonista ou me identificar com ela de alguma maneira, mas toda a trama envolvendo Dannie e Bella é capaz de deixar o coração do leitor acalentado. Muito mais do que falar sobre namorados e amor romântico, Daqui a Cinco Anos é uma história sobre essas duas amigas que se amam mais do que a todos ao redor, e isso é raro de encontrar em livros do gênero.

“Olho para Bella atrás do volante, cantando, e decido que nunca vou querer ficar sem ela — nem a dividir com ninguém. Ela é minha. E eu sou dela.”

Toda a fundamentação de Daqui a Cinco Anos está na amizade entre Dannie e Bella, duas mulheres tão diferentes que encontraram uma na outra seu porto-seguro. Bella é o motivo de Dannie sair da sua zona de conforto, de deixar suas metas e planos para outro momento e de entender que a vida é muito mais do que planejamento e controle. O amor entre as duas é algo palpável, e nesse ponto Rebecca Serle se sai muito bem ao descrever a amizade entre as duas, mesmo quando nem tudo são flores e os conflitos aparecem. É bonito de ver uma amizade entre mulheres ser descrita com tamanha delicadeza e nuances, visto que nem sempre a cultura pop escolhe esse viés para representar relacionamentos fraternais entre personagens femininas.

Com pouco mais de 290 páginas, Daqui a Cinco Anos é um livro curto e de rápida leitura, e talvez eu tivesse gostado mais se Rebecca Serle tivesse se estendido em alguns pontos da narrativa e não apressasse tanto o final. Em determinado momento do livro parece que os acontecimentos se sobrepõem sem muito cuidado, passando rapidamente pelos olhos do leitor. Os personagens também não são tão aprofundados e não há diversidade — ainda que a autora menciona que uma das personagens é bissexual e que exista um casal de lésbicas na trama, o livro não vai além disso. Não há personagens não-brancos e um comentário sobre judeus pode ser considerado extremamente xenofóbico. Daqui a Cinco Anos tem uma premissa interessante, mas poderia ter uma execução e, por conseguinte, uma conclusão melhor.

“A pessoa forte não era eu, e sim ela. Porque força é isso — correr riscos, sair do caminho predeterminado, tomar decisões baseadas não em fatos, mas em sentimentos. E isso me dói. É como se houvesse um tornado devastando minha alma. Não sei se vou conseguir sobreviver.”

O exemplar foi cedido para resenha por meio de parceria com a Companhia das Letras no NetGalley.


** A arte do topo do texto é de autoria da nossa colaboradora Carol Nazatto. Para conhecer melhor seu trabalho, clique aqui!

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.  Se interessou pelo livro? Clique aqui e compre direto pelo site da Amazon!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *