Categorias: MÚSICA

Sling, Clairo e o resultado da reinvenção de sua identidade musical

O mundo da música pop explora bastante a dinâmica da reinvenção quando se fala da estrutura de carreiras. Uma maneira comum de categorizar essas carreiras é dividi-las em “eras”. Quando esse olhar assume uma conotação positiva, a que não está ligada ao tratamento machista de artistas femininas na indústria — em que elas só ganham […]

Continue lendo

Categorias: CINEMA, COLABORAÇÃO

Quem Vai Ficar com Mário?: representatividade pela metade

Toda vez que surge um novo programa LGBT+, sinto que deveria ficar grata. Como alguém que cresceu sem referências na mídia e passou a adolescência assistindo romances gays escondida dos pais, aprendi a ver cada pequeno espaço ocupado como uma vitória pessoal. Mesmo hoje, já adulta, ainda me pego cruzando os dedos e torcendo por […]

Continue lendo

Categorias: CINEMA, COLABORAÇÃO

The Forty-Year-Old Version: nunca é tarde para recomeçar

Não é incomum diretores e escritores utilizarem a sua vida como objeto de estudo e transportarem suas experiências para a tela. Temos bons exemplos de histórias criadas a partir da memória do diretor, que fazem de suas vidas grandes obras primas — Lee Isaac Chung fez isso com o recente Minari (2020). E, dessa forma, […]

Continue lendo

Categorias: COLABORAÇÃO, MÚSICA

SOUR de Olivia Rodrigo e a volta do clube dos corações partidos

Olivia Rodrigo

Que atire a primeira pedra aquela pessoa que nunca passou por uma desilusão amorosa. A dor de um coração partido é real, forte, subestimada e ainda mais intensa quando enfrentada em uma das fases mais conturbadas da vida: a adolescência. Minha geração foi ensinada a engolir o choro e ignorar situações como essa, geralmente pintadas […]

Continue lendo

Categorias: LITERATURA

Romances Sáficos: uma lista para celebrar o amor

Em Calibã e A Bruxa: Mulheres, Corpo e Acumulação Primitiva, a historiadora ítalo-americana Silvia Federici deixa claro que, no período histórico de caça às bruxas, qualquer relação entre mulheres que não tivesse o intermédio de um homem era considerada bruxaria. Isso se reflete até hoje na nossa sociedade, desde a demonização da fofoca (porque, se […]

Continue lendo