Categorias: LITERATURA

As investigações e registros de Thaís Campolina

O Dicionário Oxford explica que a palavra investigar é um verbo transitivo direto que significa “seguir os vestígios, as pistas de”. O dicionário ainda registra que o verbo é sinônimo de “fazer diligências para descobrir (algo); inquirir, indagar”, e também, “procurar metódica e conscientemente descobrir (algo), através de exame e observação minuciosos; pesquisar”. Eu Investigo […]

Continue lendo

Categorias: LITERATURA

Metamorfoses de uma Mulher com Brânquias, de Patrícia Baikal

“Às vezes era sombria como um navio esquecido em águas profundas e, às vezes, iluminada, como areia de praia limpa”. Assim Rita é descrita pelo seu próprio monstro, que irá acompanhá-la pelas breves, porém misteriosas páginas de Mulher com Brânquias, suspense que sempre guarda uma surpresa quando o leitor pensa que começou a descamá-lo. Uma […]

Continue lendo

Categorias: LITERATURA

Primeiro Eu Tive que Morrer e a naturalidade de um amor entre mulheres

“Quanta coragem existe em alguém tão pronta para o amor?”, pensa, ao olhar para Gloria, a narradora de Primeiro eu tive que morrer, de Lorena Portela (edição independente, 2020). Mas antes que eu conte a vocês a história que envolve essa narradora e essa Gloria, acho importante que conheçam um pouquinho sobre a narrativa deste […]

Continue lendo

Categorias: LITERATURA

Eu, Cassandra Rios, sou uma lésbica: a escritora mais censurada da ditadura militar

A primeira vez que eu ouvi o nome de Cassandra Rios foi durante a faculdade de Letras. Não por professores, mas por uma colega de classe que apontou a relevância das escritoras lésbicas brasileiras — e suas ausências no estudo (e ensino) de literatura nacional. Naquela época eu já sabia que ao se trabalhar com […]

Continue lendo