Categorias: LITERATURA

Sua Alteza Real: a princesa e a plebeia na Escócia

Sequência do livro escrito por Rachel Hawkins, Como Sobreviver à Realeza, Sua Alteza Real nos leva novamente para a Escócia e um cenário digno dos melhores contos de fadas. Com tradução de Vic Vieira e publicado pela Editora Alt no segundo semestre de 2020, Sua Alteza Real entrega novamente um grande pacote de clichês envoltos em um laço de veludo xadrez roxo e verde bem ao estilo da família Baird — o que quer dizer, basicamente, que se você é fã de uma boa comédia romântica irá amar esse livro.

Em Sua Alteza Real quem nos leva durante a narrativa é Millie Quint, uma adolescente nascida no Texas, nos Estados Unidos, que ama geologia e se inscreve para concorrer a uma bolsa no colégio Gregorstoun, na Escócia. Embora, a princípio, Millie hesite em decidir ir para outro país concluir seus estudos de ensino médio, um coração partido faz o restante por ela e logo a garota está de malas prontas em direção ao desconhecido. Nada melhor para esquecer que sua meio-que-melhor-amiga/meio-que-namorada está beijando outra pessoa do que se mudar para outro continente.

“Ali, naquela barraca, com a noite de verão ao nosso redor, sinto que poderíamos ser as únicas duas pessoas no mundo.”

Gregorstoun é um dos colégios mais exclusivos do mundo, lugar onde príncipes como Sebastian — que conhecemos em Como Sobreviver à Realeza — estudam e está abrindo a primeira turma de garotas em séculos de história. Millie, apaixonada por geologia, mal pode esperar para pousar na rochosa Escócia, mas seus planos de ter um ano letivo dedicado exclusivamente aos estudos fogem de suas mãos quando ela descobre que sua colega de quarto é ninguém menos do que a princesa Flora, irmã gêmea de Sebastian e incrivelmente linda — algo que Millie, mesmo com um coração partido e tendo decidido que um deles por ano é o suficiente, não deixa de reparar.

Rachel Hawkins nos entrega mais uma trama feita sob medida para os amantes de comédias românticas com Millie e Flora se desentendendo logo no primeiro momento em que se conhecem. Ainda que Millie ache Flora extremamente atraente, não deixa de notar, também, em como a princesa não pensa duas vezes antes de ser desagradável com ela ou com quem mais cruzar o seu caminho. Flora não quer estar em Gregorstoun, e fará de tudo para cavar sua expulsão — mesmo que para que ocorra, precise levar Millie junto.

As poucos mais de 300 páginas de Sua Alteza Real são leves e divertidas e, novamente, Rachel Hawkins abusa de todos os clichês do gênero para compor a sua narrativa. Millie é uma protagonista interessante, ainda que não tão divertida quanto Daisy, de Como Sobreviver à Realeza, mas que tem seu próprio charme. Ela e Flora conseguem ir de colegas de quarto que se odeiam, para garotas que se toleram até meninas que se beijam em poucas páginas, e todos os acontecimentos são sempre repletos dos já citados clichês, de um momento compartilhado enquanto estão perdidas em uma floresta, a um jantar surpresa a uma dança romântica em um castelo centenário.

Não espere de Sua Alteza Real, no entanto, muita profundidade com relação à narrativa em si ou aos personagens como um todo. Rachel Hawkins nos entrega apenas o necessário para curtir a viagem e não se preocupa em aprofundar tramas ou personalidades — o que foi uma questão que também me incomodou em seu livro anterior, porém não ao ponto de me fazer desistir da trama. Ainda que Sua Alteza Real não tenha nada de realmente inovador, ele cumpre seu papel de ser uma comédia romântica fofa em que uma menina do Texas se apaixona por uma princesa escocesa — e tudo bem. Essa á uma trama que já vimos milhares de vezes com personagens hétero, então é realmente revigorante acompanhar a narrativa acontecendo com duas meninas adolescentes, sendo uma bissexual e a outra, lésbica.

“Aceno com a cabeça, mas há algo naquele sorriso – e na maneira como seus lábios se curvam para cima quando ela acha que eu não estou olhando – que me preocupa.”

O crescimento de Millie e Flora também é algo positivo na narrativa de Rachel Hawkins. Millie, mesmo com um coração partido, é corajosa o suficiente para se abrir novamente para o amor, enquanto Flora deixa, aos poucos, sua casca grossa cair quando permite que Millie a conheça para além do título de “encrenqueira real” que recebeu dos tabloides que a perseguem aonde quer que ela vá. É muito bonitinho ver as duas personagens baixando a guarda e se descobrindo, conhecendo uma a outra com todas as falhas, medos e anseios. Sua Alteza Real é um romance adolescente sáfico que tem aquela qualidade típica dos romances juvenis, capaz de deixar o leitor com o coração quentinho.

Se no quesito sexualidade Sua Alteza Real ganha pontos, no que se refere a raça a autora ainda pode melhorar. Tanto em Como Sobreviver à Realeza quanto em Sua Alteza Real, os protagonistas são brancos — aqui, no entanto, uma das melhores amigas que Millie faz em Gregorstoun tem a pele negra mas, da mesma maneira que ocorre em tantas outras histórias do gênero, ela é apenas a amiga da protagonista branca e não tem muito momentos para brilhar — o que é um erro, visto que Sakshi é uma personagem que chega a ser mais interessante do que a protagonista em diversos momentos e merece um livro só seu.

“Ela nunca se pareceu tanto com uma princesa para mim, nem quando estava toda arrumada com tiaras e faixas. Mas ela não é apenas uma princesa. Ela é a minha princesa.”

Não vá ler Sua Alteza Real esperando grandes reviravoltas na trama ou dramas políticos dignos de The Crown. O livro pode até falar da realeza (fictícia) da Escócia, mas se atém aos enlaces românticos e adolescentes de seus membros. Assim como o primeiro livro da série, Sua Alteza Real tem uma trama leve, divertida, repleta de clichês e grandes demonstrações de amor — tudo o que esperamos de livros desse gênero.

O exemplar foi cedido para resenha por meio de parceria com a Globo Livros.


Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados. Se interessou pelo livro? Clique aqui e compre direto no site da Amazon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *