Categorias: LITERATURA

Leve-me Com Você: uma história para a vida toda

A premissa de Leve-me Com Você, livro da premiada autora Catherine Ryan Hyde publicado no Brasil pela DarkSide Books, é bastante simples: August Shroeder é um professor de ciências, um alcoólatra em recuperação e um pai em luto que tem o mesmo destino durante todas as férias de verão — percorrer os Estados Unidos visitando parques nacionais, trilhas e reservas naturais a bordo de seu trailer. Com o plano de visitar o Parque Nacional de Yellowstone para honrar a memória do filho, August se prepara para uma viagem melancólica e triste, mas quando seu motor home quebra, o professor se vê preso em uma oficina mecânica com nada a fazer além de esperar pelo conserto do veículo. E é aí que sua vida muda para sempre.

Durante as longas horas de espera pelo conserto do trailer, August e seu cachorro, Woody, acabam fazendo amizade com os dois filhos do mecânico, Seth e Henry, crianças muito quietinhas e bem comportadas. August tem um orçamento apertado e sabe que o valor despendido na compra das peças para o motor home e a mão de obra da oficina o impossibilitarão de chegar até o Parque Nacional de Yellowstone, então eis que Wes, o mecânico, surge com uma proposta, no mínimo, inusitada: August não precisará pagar pelo serviço e pelas peças caso concorde em levar seus filhos na viagem, as crianças Seth e Henry.

August considera a proposta uma das coisas mais estranhas que já ouviu e sabe que a rejeitará ao fim do prazo dado ao mecânico para pensar no assunto, mas aos poucos vai se deixando envolver pelo motivo por trás do pedido desesperado: Wes terá que se apresentar à polícia ao final daquela semana e não tem com quem deixar seus filhos durante o período que permanecerá preso. Não há parentes dispostos a aceitá-los e deixar as crianças em um abrigo não se mostrou uma experiência positiva para os meninos — desde a última passagem do pai pela prisão e dos meninos pelo abrigo, Henry não fala com ninguém além do irmão, Seth. August sabe que se responsabilizar pelas crianças de outra pessoa é algo com o qual não quer lidar no momento, mas antes que perceba ele diz “sim” à proposta de Wes.

“E August pensou: Ai, caramba. Eu disse? Eu disse sim? E por que eu fiz isso? E como posso ter feito isso sem nem sequer discutir o assunto comigo antes?”

Dessa maneira, com duas crianças à reboque, August dá início à viagem que transformaria sua relação com o luto, a perda do filho adolescente e o alcoolismo, tudo isso enquanto também transforma, mesmo sem saber a dimensão exata disso, as vidas de Seth e Henry. Utilizando a viagem de trailer como pano de fundo, Catherine Ryan Hyde nos conta a história de uma jornada de companheirismo e amor, de doação e de cuidado, enquanto coloca como protagonista um homem que tinha tudo para ser melancólico e pessimista — e ainda o é, em alguns momentos — mas começa a enxergar o mundo de outra forma por meio dos olhos das duas crianças que caem de paraquedas em sua vida. Leve-me Com Você fala, sim, de um professor de ciências claudicante e incerto, vivendo o luto pela perda de seu filho, mas também fala sobre encontrar a esperança nos lugares mais inusitados — inclusive a caminho de Yellowstone.

Catherine tem o dom de encantar com suas palavras, de nos fazer torcer pela história de August, Seth e Henry como se eles fossem mais do que de papel e tinta, mas amigos de longa data. O poder das palavras da autora nos faz refém de sua história e logo é impossível largar o livro antes de chegar ao final — as 336 páginas do volume em capa dura da DarkSide Books se tornam poucas visto que participar da viagem com August, Seth, e Henry (e Woody!) é como também viver um verão em meio a trilhas, natureza e chaminés de fada. É durante a viagem para Yellowstone que descobrimos mais sobre as histórias dos três e a relação que o vício em bebidas alcoólicas tem a ver com tudo isso.

Seth é um menino muito sério e que se responsabiliza por tudo o que acontece ao seu redor, inclusive com relação ao irmão mais novo, Henry. Ele sabe que seu pai não é um homem ruim, mas suas idas para a prisão marcam a sua vida e a de Henry de maneira definitiva, tornando difícil para Seth abrir mão de qualquer controle que tenha, por menor que ele seja. Durante a viagem com August, Seth se preocupa em não incomodar o professor de ciências, em cumprir suas obrigações e não parecer um estorvo para August, comprometendo, no início da jornada, sua apreciação da viagem e de tudo de novo que aparece pela janela do veículo em movimento. Enquanto isso, Henry permanece sempre calado e com olhos assustados, um menino quieto e tímido que não fala com ninguém além do irmão mais velho. Henry tenta se manter fora do radar e se diminuir sempre que pode, tentando passar despercebido o quanto for possível.

“Todo mundo anda por aí perdendo as melhores coisas por não querer que nada de ruim aconteça. Mas, quando uma coisa ruim tem que acontecer, simplesmente acontece. De qualquer jeito. Por mais que você tome cuidado.”

August percebe todas as nuances do comportamento dos meninos e se pergunta que tipo de trauma os levou a agir daquela maneira. Dessa forma, August tenta fazer o máximo que pode pelo bem dos meninos, tentando mantê-los relaxados para que possam apreciar a viagem, os parques e as trilhas em que param no caminho de Yellowstone. August é gentil e amigável no trato com os meninos e aos poucos consegue transpor as barreiras erguidas pelos irmãos, compreendendo melhor suas histórias de vida e o relacionamento com o pai. Na mesma medida, enquanto Seth e Henry deixam August entrar em suas vidas, os meninos abrem brechas no luto do professor, curando pequenas partes dele no processo. August cuida de Seth e Henry da mesma maneira que cuidaria de seu falecido filho, Phillip, mas sabe que as crianças não são substitutas para o adolescente que morreu e que, ao final do verão, deverá levá-los de volta para Wes.

Leve-me Com Você é um livro sobre pessoas e seus relacionamentos assim como é uma história sobre erros, acertos e o poder que temos para corrigir nosso percurso. Seth e Henry sabem que Wes não é uma pessoa ruim e que quer, sim, fazer o melhor para seus filhos, mas mete os pés pelas mãos no processo e não entende a dimensão que esses erros podem ter na vida das crianças. August, por outro lado, é alguém quebrado pelo sofrimento que a perda do filho trouxe para sua vida, mas vê no inusitado encontro com Seth e Henry a possibilidade de fazer a diferença no futuro dos meninos, ainda que isso leve, também, outro pedaço de seu coração. Com uma história sensível e encantadora, Catherine Ryan Hyde fala sobre perdas e transformações sem exagerar no sentimentalismo, promove um debate a respeito de problemas reais como o alcoolismo, enquanto costura um roteiro repleto de paisagens naturais dos Estados Unidos – é impossível chegar ao final de Leve-me Com Você sem sentir vontade de conhecer o gêiser Old Faithful, o Parque Nacional de Bryce Canyon e, claro, Yellowstone.

O enredo de Leve-me Com Você flui com facilidade, tem personagens cativantes e um desenvolvimento capaz de nos deixar pensando na história mesmo semanas após ter concluído a leitura. Catherine Ryan Hyde cria uma trama repleta de momentos inspiradores, diálogos de aquecer o coração e lições de empatia para levar para a vida. A famosa frase de Antoine de Saint-Exupéry “Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas não vai só, nem nos deixa sós; leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo” — se prova verdadeira: da mesma maneira que Seth e Henry levaram aquela viagem com August como alicerce para toda a vida, August levou os irmãos para sempre na memória e no coração. Aquele verão a caminho de Yellowstone deixou marcas profundas nas vidas dos três e, ouso dizer, na minha também.

O exemplar foi cedido para resenha por meio de parceria com a Editora DarkSide Books.


** A arte em destaque é de autoria da editora Ana Luíza. Para ver mais, clique aqui!

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados. Se interessou pelo livro? Clique aqui e compre direto no site da Amazon!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *