Navegando Pela Tag:

homoafetividade

TV

Todas as lições que podemos aprender com Steven Universe

Steven Universe

Nos últimos dias, minha grande diversão tem sido tentar resumir o argumento central de Steven Universe para amigas que nunca ouviram falar nesse desenho. Não que o jogo “resuma a história do seu/sua filme/livro/série favorito/a em um tweet” não resulte sempre em coisas divertidas e surpreendentes, por nos fazer pensar — normalmente pela primeira vez — no que é o núcleo do núcleo da história contada, e ainda assim parece ser muito pouco se comparado à magnitude e complexidade da obra final, seja ela qual for. Mas no caso de Steven Universe, a brincadeira fica ainda mais divertida por trazer uma combinação de diversos elementos surpreendentes. Continue Lendo

TV

Representatividade LGBT em Sailor Moon

Sailor Moon é, sem sombra de dúvidas, minha série de anime e mangá favorita. Não apenas por ter sido a primeira produção japonesa com que tive contato, do alto dos meus sete anos de idade, mas por ser uma história que permaneceu comigo daquele momento até hoje. Naoko Takeuchi, a mente por trás de tudo o que Sailor Moon representa, não apenas colocou uma menina chorona e atrapalhada como a guerreira mais poderosa de todas, como também inovou ao apresentar um grupo inteiramente feminino de super-heroínas. Se fosse apenas isso, já estaríamos no lucro — lá nos idos de 1990! –, mas Naoko foi além e representou a sexualidade de suas heroínas de maneira delicada e verdadeira, sem fugir da realidade e diversidade que encontramos por aí, na vida real.

Continue Lendo

TV

The Handmaid’s Tale e a heterossexualidade compulsória

The Handmaid's Tale - Emily

Nós, mulheres, somos “valorizadas” e escravizadas na medida do nosso potencial reprodutivo. Essa é uma premissa muito importante de The Handmaid’s Tale, e também é uma premissa muito importante da vida real. A maternidade na sociedade humana, para além da função óbvia de perpetuar a espécie, serve a uma função social subjacente de manutenção da opressão. Para cumprir seu “destino biológico”, pelo menos durante a maior parte da história humana, é preciso que mulheres se relacionem sexualmente com homens. E, para nós, “se relacionar” com homens sempre pressupôs uma dinâmica conhecida de dominação masculina e submissão feminina.

Continue Lendo

TV

A jornada de Alex Danvers em Supergirl

Desde sua estreia, em 2015, Supergirl vem surpreendendo por apresentar tramas coesas, personagens carismáticos e um enredo repleto de empoderamento feminino. Além de contar com um elenco diverso, a série, cuja protagonista é a última filha de Krypton, Kara Zor-El (Melissa Benoist), resolveu colocar outro assunto em foco ao fazer com que Alex Danvers (Chyler Leigh), irmã adotiva de Kara, passasse por uma jornada de autoconhecimento na 2ª temporada.

Continue Lendo

CINEMA

Carol: o patriarcado contra-ataca

Na minha maratona para o Oscar 2016, Carol foi o primeiro que eu assisti. É um filme belo, esteticamente falando, e cheio de atuações maravilhosas, mas também é muito mais que isso. É um filme que traz muitas reflexões pertinentes e compatíveis com a nossa realidade atual, ainda que a trama se passe na década de 50.

Continue Lendo

CINEMA

Sobre pessoas, Casamento de Verdade e #LoveWins

Talvez você não lembre o que estava fazendo exatamente um ano atrás, mas por uma combinação de fatores aleatória do destino, eu lembro. Era uma sexta-feira, eu estava de licença médica do trabalho e em semi-isolamento, e saí para almoçar no shopping com o meu pai. Na praça de alimentação, enquanto esperava por ele, alguma coisa na televisão (sim, a praça de alimentação tinha televisões) chamou a minha atenção: a Suprema Corte americana tinha acabado de proibir os Estados norte-americanos de proibirem casais do mesmo sexo de se casarem. Tinha bandeiras coloridas, um filtro do arco-íris coloriu o facebook, #LoveWins nos trending topics. Festa. Muito mais festa do que com uma decisão brasileira muito parecida do STF quatro anos antes.

Continue Lendo