Apatia política e a busca por felicidade em Caro Michele, de Natalia Ginzburg

Nos últimos anos sentimo-nos sugados para o passado. Seja pela sufocante pandemia atual, cuja administração e recepção pública tecem paralelos com a peste que assolou a Europa há quase três séculos; seja pela onda autoritária que vem ganhando força em vários países, Brasil incluso, fazendo-nos repetir a História ainda muito recente de governos fascistas. Em […]

Continue lendo

O Baile das Loucas e a histeria feminina no século XIX

É uma história antiga, porém familiar: uma mulher que não se enquadra nos paradigmas estabelecidos socialmente e escapa aos parâmetros do que é entendido coletivamente sobre o que é ser mulher, é diagnosticada como bruxa, alienada, histórica, promíscua, em resumo, louca. Essa trama cruel, porém palpável, é o foco de O Baile das Loucas (2021), […]

Continue lendo

As investigações e registros de Thaís Campolina

O Dicionário Oxford explica que a palavra investigar é um verbo transitivo direto que significa “seguir os vestígios, as pistas de”. O dicionário ainda registra que o verbo é sinônimo de “fazer diligências para descobrir (algo); inquirir, indagar”, e também, “procurar metódica e conscientemente descobrir (algo), através de exame e observação minuciosos; pesquisar”. Eu Investigo […]

Continue lendo