CINEMA

Meu Corpo é Político: à procura de identidade

Em um momento emocionante do filme, enquanto luta para resgatar seu nome social e vencer a invisibilidade, um dos personagens diz: “Meu nome é a minha história. Sem ele, eu não sou nada.” O rosto e a voz, tão reais quanto a história, são de Fernando Ribeiro, operador de telemarketing, morador da periferia de São Paulo e homem trans. Ele é um dos quatro protagonistas de Meu Corpo é Político, documentário escrito e dirigido por Alice Riff, recém-chegado ao circuito nacional.

Continue Lendo

LITERATURA

Chronos: Viajantes do Tempo

Primeiro volume da trilogia escrita por Rysa Walker, Chronos: Viajantes do Tempo, saltou para o Brasil pelas mãos da Darkside Books. Com uma trama que reúne viagem no tempo, ficção científica, relatos históricos e amor adolescente, Chronos é um daqueles livros que se tornam difíceis de largar pela maneira como cativa o leitor, nos deixando sempre curiosos e ansiosos para virar a próxima página.

Continue Lendo

TV

Crítica: The Marvelous Mrs. Maisel

The Marvelous Mrs. Maisel

Após a pós-produção de Gilmore Girls: A Year in the Life, os sites de entretenimento americanos anunciaram que Amy Sherman-Palladino estava escrevendo uma nova série em parceria com a Amazon: The Marvelous Mrs. Maisel, cuja trama centrava-se em uma dona de casa dos anos 1950 que decide se tornar uma das primeiras mulheres a trabalhar com comédia stand up. A encomenda de um episódio piloto evoluiu para a encomenda de duas temporadas completas após a boa recepção da série no período de exibição de teste da Amazon que ocorreu em março de 2017, e em 29 de novembro do mesmo ano a primeira temporada foi disponibilizada pelo serviço de streaming. Mas o fato de a série ter recebido o sinal verde da Amazon por si só não diz muita coisa, então, tendo assistido os oito episódios que compõem a primeira temporada, a pergunta é: o que podemos realmente esperar de The Marvelous Mrs. Maisel?

Continue Lendo

LITERATURA

Lições de Chimamanda Ngozi Adichie para educar pessoas feministas

O livreto Para Educar Crianças Feministas surgiu como uma carta que a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie escreveu para uma amiga de infância que acabara de ser mãe de uma menina. Essa amiga, Ijeawele, recorreu à Chimamanda em busca de conselhos que ajudassem na criação de Chizalum Adaora não só como uma criança feliz e saudável, mas também como uma criança feminista. De acordo com a definição estabelecida por Chimamanda em outro livreto, Sejamos Todos Feministas, feminista é a pessoa que acredita na igualdade econômica, política e social entre os sexos, uma definição que é simples, mas cuja práxis se torna complexa uma vez que a desigualdade está em todo lugar.

Continue Lendo

VALKIRIAS

Guia de fim de ano para presentear sua Valkiria favorita (ou aumentar sua própria lista de desejos)

Chegou aquela época do ano. Aquela época em que a gente finge que está nevando, apesar de ser verão no nosso hemisfério, e usa algodão para completar a brincadeira porque realmente essa é a única neve que tem capacidade para sobreviver ao calor de 40º de alguns lugares do país. Aquela época especialmente capitalista do ano em que as lojas ficam insuportavelmente cheias por convenção social, mesmo em tempos de crise econômica. Ainda assim, olhar a lista de desejos de alguém nunca deixa de ser uma forma interessante de conhecer um pouco mais sobre essa pessoa, e é por isso que encerramos o ano com essa belíssima e puramente utópica lista de coisas que nós gostaríamos de ganhar em algum momento (mas se alguém quiser nos mandar presentes de verdade também pode).

Continue Lendo

LITERATURA

Troféu Valkirias de Melhores do Ano: Literatura – Parte 2

A escritora espanhola Rosa Montero disse que o atual papel da mulher na literatura é nomear o mundo a partir de suas vivências, contribuindo para a construção de um universo simbólico que passou vários séculos enviesado por uma perspectiva confinada ao masculino. É isso que as mulheres listadas aqui estão fazendo, nomeando o mundo a partir de seus mundos particulares, seja imaginando mundos distantes, refletindo sobre a própria identidade ou explorado sem medo ou pudor a própria sexualidade.

Com vocês, a segunda parte da nossa lista de melhores leituras do ano!

Continue Lendo