TV

Call the Midwife e o olhar multidimensional sobre as mulheres

26 de agosto de 2016
callthemidwife1

“Nonnatus House, midwife speaking”. Call the Midwife ficou na minha lista de séries para assistir por muito tempo até que eu finalmente desse uma chance a ela. Pouco eu sabia sobre o enredo, à parte de que era uma trama de época sobre parteiras, como insinua o título, e produzida pela BBC, emissora da qual sou fã por todas as produções impecáveis. Não foi preciso avançar muitos episódios até que eu me sentisse completamente envolvida por ela, entregue à abordagem das relações humanas em meio às histórias emocionantes com mulheres no centro da trama.

Continue lendo…

CINEMA, COLABORAÇÃO

Espaço Além – Marina Abramovic e o Brasil

25 de agosto de 2016
marina abramovich

Marina Abramovic é mundialmente conhecida pelas suas performances. Chamada de “a avó da performance”, hoje possui um instituto criado para desenvolver técnicas performáticas, o MAI (Marina Abramovic Institute). Presente no Brasil ano passado, Abramovic trouxe uma grande exposição retrospectiva de seu trabalho para Sesc Pompéia, em São Paulo. Dentro da exposição, os visitantes podiam conhecer e experienciar o Método Abramovic, o principal legado da artista.

Continue lendo…

TV

Demônios e velho oeste: porque você deve assistir Wynonna Earp

24 de agosto de 2016
valkirias-wynonna-earp4

Uma das coisas de que mais gosto de fazer nessa vida (depois de ler, comer e dormir, não necessariamente nessa ordem) é assistir seriados. Sendo assim, estou sempre em busca de novos títulos que agucem minha curiosidade, me entretenham e que, por que não, tenham protagonistas femininas chutadoras de bundas. Em uma das minhas andanças pelo TVShow Time, procurando por algo que reunisse todas essas coisas e um pouquinho mais, encontrei Wynonna Earp – e eu não poderia ter sido mais feliz.

Continue lendo…

LITERATURA

A importância de uma literatura feita por mulheres

23 de agosto de 2016
Literatura feita por mulheres

Acabei de ler Estação Onze e foi um dos melhores livros que eu já li na vida, mesmo eu já tendo lido muitos livros bons na vida. Eu gosto muito de ficção científica, distopias, ficção pós-apocalíptica e gêneros similares. Normalmente não é o tipo de literatura que mais brinca com os meus sentimentos, mas são os livros que normalmente mais me fazem pensar e me maravilhar e mexem com a minha imaginação.

Continue lendo…

TV

Penny Dreadful: Um final digno para Vanessa Ives

22 de agosto de 2016
Penny Dreadful Vanessa Ives

A série Penny Dreadful já terminou há alguns meses, mas o gostinho de quero mais permanece. A 3ª temporada teve apenas 9 episódios, e o canal Showtime só anunciou que aquela seria a última temporada na semana antes do episódio final, que teve duas partes. A especulação é de que teria havido problemas no elenco e equipe. Outros se contentam em dizer que aquilo era o fim programado mesmo, e que a série teve seu final bem fechadinho. Mas nem todos concordam, e essa é a parcela que pretendo representar aqui: as pessoas que não gostaram do fim de Penny Dreadful e de sua protagonista, Vanessa Ives, vivida de forma magistral por Eva Green, nossa escorpiana favorita.

Continue lendo…

CINEMA

Mother, May I Sleep with Danger: subversão no Lifetime

19 de agosto de 2016
mothermayisleepwithdanger

Em 1996, Tori Spelling, conhecida principalmente pelo papel de Donna Martin na série Barrados no Baile (Beverly Hills, 90210), estrelou o telefilme Mother, May I Sleep with Danger?. Vinte anos depois, ela voltou (assim como Ivan Sergei, o outro protagonista do original) para o suposto remake, feito pelo canal americano Lifetime. Digo “suposto” porque, apesar de ter sido anunciado como um remake, o filme de 2016 transforma e subverte tanto do enredo original que a comparação nunca nem seria feita se o título fosse diferente.

Continue lendo…