Categorias: CINEMA

Mulheres que incomodam: por que os homens odeiam a Capitã Marvel?

capitã marvel

Capitã Marvel, o primeiro grande lançamento do Universo Cinematográfico Marvel com uma protagonista feminina nem precisou estrear nos cinemas para garantir seu lugar na longa lista de obras boicotadas por uma boa parcela do público nerd masculino. O motivo parece estar relacionado a algumas declarações de teor feminista feitas por Brie Larson, intérprete da protagonista, […]

Continue lendo

Categorias: TV

Crítica: Runaways

Depois de lotar o mercado com os mais variados tipos de séries sobre super-heróis, a Marvel decidiu, junto com o serviço de streaming Hulu, contar uma narrativa diferente, fugindo das usuais produções que desenvolveu em parceria com a Netflix, como Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro, e também dos seriados que são exibidos […]

Continue lendo

Categorias: CINEMA, LITERATURA, TV

Personagens coadjuvantes e a falta da presença feminina nas aventuras

Frequentemente quando lemos um livro, assistimos a um seriado ou nos envolvemos com algum personagem, encontramos uma certa base estrutural comum na história, correto? Há um protagonista, um vilão, personagens ao redor dessas pessoas, o bem, o mal, aquele por quem a gente torce até o fim e aquele a quem a gente sente prazer […]

Continue lendo

Categorias: CINEMA, LITERATURA, TV

Vilãs empoderadas

É muito comum nós avaliarmos e discutirmos sobre o empoderamento das protagonistas do universo cinematográfico. Mulheres guerreiras que batem de frente com o preconceito ou qualquer repressão social que cruza o caminho delas. Isso é maravilhoso? Sim, sem a menor sombra de dúvidas. Quanto mais debates enfatizando a importância da representatividade na mídia, melhor. Mas […]

Continue lendo

Categorias: COLABORAÇÃO, LITERATURA

Consciência negra e representatividade: As Lendas de Dandara

Eu não costumo admitir em voz alta, mas sempre tremo um pouquinho quando tenho nas mãos um livro com protagonistas negros. Eu poderia fingir que esse tremor é só emoção de leitora empolgada, mas o livro balançando desse jeito é só um lembrete de que, como mulher negra, ainda não me vejo representada com frequência.

Continue lendo