Categorias: CINEMA

Crítica: O Mínimo para Viver

Anorexia-histérica, “uma condição feminina”, foi o nome dado pelo médico inglês William Gull, em 1873, ao estado de perda de apetite sem causas gástricas diagnosticadas. Mais tarde, o distúrbio recebeu o nome de anorexia-nervosa e, após a publicação de um artigo pelo mesmo médico, em 1888, algumas centenas de outros especialistas averiguaram que os sintomas […]

Continue lendo

Categorias: TV

Younger, os millenials e o humor como ferramenta de crítica

Preciso confessar que recentemente entrei em abstinência de coisas relacionadas a Gilmore Girls. Depois de rever pela trigésima vez as sete temporadas e o revival, fui atrás de algo que pudesse satisfazer meu apetite por programas relacionados. Como já havia visto Bunheads, e a nova série da Amy Sherman-Palladino ainda não terminou de ser produzida, […]

Continue lendo