Navegando Pela Tag:

graphic novel

LITERATURA

Como Falar com Garotas em Festas: somos mesmo de outro planeta?

Eu não sei o que dizer pras garotas.
Elas são apenas garotas. Elas não vêm de outro planeta.”

Não é preciso ir muito longe na internet para descobrir um universo inteiro de dicas, tutoriais e guias detalhados escritos por homens heterossexuais para outros homens sobre como conquistar o sexo oposto. Como conversar com mulheres? Como abordá-las em festas e baladas? Do que elas gostam, no que elas pensam, como você deve agir e o que deve evitar categoricamente? É como se fôssemos de espécies completamente diferentes. Homens, de Marte, mulheres, de Vênus, segundo a sabedoria popular.

Continue Lendo

LITERATURA

Adolescência e padrões estéticos em Sorria

Sorria - Reina Telgemeier

Sorria é uma história em quadrinhos autobiográfica de autoria de Reina Telgemeier. A obra conta a história da adolescência da autora com um enfoque curioso: os dentes. Desde o título e capa da obra, até o recorte temporal da trama são balizados pela história dental da personagem, trazendo à tona logo de cara um tema que ocupa espaço de destaque na vida de todas nós, especialmente na adolescência – o famigerado padrão estético.

Continue Lendo

LITERATURA

Lumberjanes: amizade é ‘tops’!

Apaixonada por quadrinhos como sou – e fã da incrível Noelle Stevenson, autora de Nimona eu não poderia deixar passar o lançamento de 2016 da Editora Devir, o quadrinho desenvolvido pela própria Noelle e outras artistas incríveis como Shannon Watters, Grace Ellis e Brooke A. Allen. Juntas, elas criaram as Lumberjanes, cinco amigas que estão passando o verão em um acampamento para garotas e se envolvem com mistérios sobrenaturais, muitas aventuras adolescentes e, claro, o fortalecimento da amizade entre elas.

Continue Lendo

LITERATURA

Nimona: uma anti-heroína de língua afiada

Uma das primeiras leituras que fiz na vida, quando comecei a ser alfabetizada, foi uma revista em quadrinhos – da Turma da Mônica, para ser mais específica. Desde aquele momento, passando por todos os mangás e HQs de heróis que li da adolescência até a vida adulta (risos), os quadrinhos sempre fizeram parte da minha rotina. Em alguns períodos conseguia ler vários e de temas diversos, em outros me dedicava mais aos livros, mas o amor que tenho por esse tipo de narrativa nunca deixou de existir. Quando soube que a Editora Intrínseca lançaria no Brasil Nimona, uma das obras de Noelle Stevenson – alguém que eu já acompanhava com afinco via internet – havia decidido: precisava dessa edição.

Continue Lendo