Navegando Pela Tag:

elena ferrante

TV

A cruel representação das mães na cultura pop

Quando penso em personagens que são mães na cultura pop sempre me lembro primeiramente de duas: Lorelai Gilmore (Lauren Graham), de Gilmore Girls e Lily Aldrin (Alyson Hannigan), de How I Met Your Mother. As duas são mulheres muito diferentes, talvez até a única coisa que as conecte seja o gênero e a maternidade. Para mim, que sempre lembro delas quando penso em mães na cultura pop, as duas também ocupam lugares diferentes na categoria de personagens que também são mães.

Continue Lendo

COLABORAÇÃO LITERATURA

Síndrome do Impostor: a Lenu que há em nós

Quando se sentir uma fraude é um problema de quase todas as mulheres que você conhece, estamos falando, possivelmente, de um problema coletivo. Claro que essa é uma observação que parte de uma amostra bem reduzida – meu círculo social, – mas ainda acho que a reflexão é válida. Pensar a respeito desse tema, do quanto não é incomum nos sentirmos insuficientes dentro dos espaços que ocupamos, foi conseqüência de estar lendo (no momento, aguardando a publicação do último livro) a tetralogia Napolitana da Elena Ferrante. E talvez também de constatar certos padrões de comportamento que fui reproduzindo durante minha vida acadêmica.

Continue Lendo

CINEMA LITERATURA

Elena e Clara: duas mulheres

Aquarius estreou nos cinemas brasileiros em setembro de 2016, mas já causava o maior frisson desde o Festival de Cannes que aconteceu mais cedo no mesmo ano. O lançamento foi seguido de polêmicas: relações com a política brasileira, com Temer, o golpe, o Oscar, mil coisas. Foi tamanha a repercussão que eu não consigo formular qualquer desculpa válida para só ter assistido ao filme agora, em pleno janeiro de 2017.

Continue Lendo

LITERATURA

Troféu Valkirias De Melhores do Ano: Literatura

Dando sequência aos trabalhos do Troféu Valkirias, o prêmio mais importante que você respeita, hoje vamos falar de literatura. Esse não era o foco inicial do site, já que a internet está cheia de ótimos blogs e revistas literárias, mas antes de sermos gente que escreve, todas aqui somos gente que lê e isso é uma parte extremamente importante da nossa identidade. Essa seleção é pessoal e não pretende ser um apanhado definitivo do que de Melhor e mais Relevante aconteceu no mundo literário e vocês certamente vão notar algumas ausências, já que o único critério era que falássemos apenas de autoras mulheres. Coincidência ou não, se existe um tema que une as leituras selecionadas aqui, é a questão da identidade. Todos os livros tratam, de certa forma, sobre quem somos e nosso lugar no mundo, um tema que insiste em surgir quando mulheres narram suas histórias, seja do fundo do mar, da escola ou da guerra — e que bom que é assim.

Nossa escolha por falar apenas de autoras mulheres não é uma defesa de uma suposta “literatura feminina”, pois acreditamos na universalidade da experiência humana, mas sim um posicionamento a favor de mais pontos de vista através dos quais olhamos o mundo, adicionando, talvez à força, alguns satélites neste vasto universo — que pode ser grande, mas é todo formado por pessoas, e pessoas cheias de histórias.

Essas são as nossas favoritas.

Continue Lendo