Navegando Pela Tag:

clare vanderpool

LITERATURA

Troféu Valkirias de Melhores do Ano: Literatura – Parte 1

Quando se é mulher, reivindicar a própria voz é um ato revolucionário. Quando Virginia Woolf disse que, para ser escritora, uma mulher precisa de um pouco de dinheiro e um teto todo seu, ela estava listando duas coisas aparentemente simples que, analisadas no contexto da história das mulheres, representam algo grandioso. Ter algum dinheiro para se manter e um quarto para escrever é sinônimo de uma vida vivida com autonomia o suficiente para bancar o próprio ofício e ter a liberdade de exercê-lo — coisa que muitas mulheres nunca tiveram e ainda não têm. Seja a irmã imaginária de Shakespeare fantasiada por Woolf, ou as inúmeras mulheres cujo potencial é desperdiçado por conta da falta dessas duas condições básicas — que se manifestam seja na pobreza, na sociedade opressora ou num contexto de violência — o confinamento silencioso em nossa condição continua fazendo parte do nosso gênero, se manifestando com mais força para umas do que outras, mas ainda presente.

Continue Lendo

LITERATURA

Troféu Valkirias De Melhores do Ano: Literatura

Dando sequência aos trabalhos do Troféu Valkirias, o prêmio mais importante que você respeita, hoje vamos falar de literatura. Esse não era o foco inicial do site, já que a internet está cheia de ótimos blogs e revistas literárias, mas antes de sermos gente que escreve, todas aqui somos gente que lê e isso é uma parte extremamente importante da nossa identidade. Essa seleção é pessoal e não pretende ser um apanhado definitivo do que de Melhor e mais Relevante aconteceu no mundo literário e vocês certamente vão notar algumas ausências, já que o único critério era que falássemos apenas de autoras mulheres. Coincidência ou não, se existe um tema que une as leituras selecionadas aqui, é a questão da identidade. Todos os livros tratam, de certa forma, sobre quem somos e nosso lugar no mundo, um tema que insiste em surgir quando mulheres narram suas histórias, seja do fundo do mar, da escola ou da guerra — e que bom que é assim.

Nossa escolha por falar apenas de autoras mulheres não é uma defesa de uma suposta “literatura feminina”, pois acreditamos na universalidade da experiência humana, mas sim um posicionamento a favor de mais pontos de vista através dos quais olhamos o mundo, adicionando, talvez à força, alguns satélites neste vasto universo — que pode ser grande, mas é todo formado por pessoas, e pessoas cheias de histórias.

Essas são as nossas favoritas.

Continue Lendo