VALKIRIAS

Guia de fim de ano para presentear sua Valkiria favorita (ou aumentar sua própria lista de desejos)

Chegou aquela época do ano. Aquela época em que a gente finge que está nevando, apesar de ser verão no nosso hemisfério, e usa algodão para completar a brincadeira porque realmente essa é a única neve que tem capacidade para sobreviver ao calor de 40º de alguns lugares do país. Aquela época especialmente capitalista do ano em que as lojas ficam insuportavelmente cheias por convenção social, mesmo em tempos de crise econômica. Ainda assim, olhar a lista de desejos de alguém nunca deixa de ser uma forma interessante de conhecer um pouco mais sobre essa pessoa, e é por isso que encerramos o ano com essa belíssima e puramente utópica lista de coisas que nós gostaríamos de ganhar em algum momento (mas se alguém quiser nos mandar presentes de verdade também pode).

Por Ana Vieira, editora

2017 foi o Ano das Emoções. Pra mim, foi uma montanha-russa de sentimentos e acontecimentos, mas com muito crescimento envolvido: profissional, pessoal e, clichê como soe!, emocional também. Teve graduação, aprovação, coração partido, drama, bebedeira, e alinhamento de chákras. Tudo isso fez com que as coisas acelerassem, saíssem do lugar, não fizessem muito sentido e deixasse o ar com cheiro de bagunça. 2018 será o Ano da Recuperação (que em inglês parece mais legal: Year of Recovery) e as coisas vão voltar aos trilhos, com muito gás. Entre emoção e recuperação, aqui vai uma lista de coisas que podem ajudar no processo (e que eu não me importaria em ganhar): colarzinho do Sistema Solar, / opção 2, pra ficar bonita e muito planetária e um constante lembrete de que somos só poeira cósmica etc etc. Relógio Casio Vintage, o único relógio que já quis na vida — pra fazer parte dos looks e evitar as checadas constantes no celular. Playstation 4, o ultimate objetivo de 2018, pra chutar bundas quando as coisas não tão boas ou chorar jogando Life is Strange (e rechear o site com textinho de games). Livro Os Diários de Sylvia Plath, porque não passo um dia sem pensar no quanto quero esse livro. E por fim essa saia plissada Enluarada (que já nem tem mais pra vender, risos) da Farm, porque é uma das peças mais bonitas que eu já vi ao vivo – e porque iria bem com o colarzinho.

Por Clara, colaboradora

2017 foi o ano em que conscientemente decidi entrar no mundo pop e acompanhar as modas – de fazer bullet journal até tentar o NaNoWriMo. Gostei de muitas coisas, outras só me exaurira, o que me levou a querer um equilíbrio maior entre o que gosto e me identifico e aquilo que está em voga. É assim que o primeiro item da minha lista é a minha essência mais pura: canetas tombow de tons laranja para eu usar no meu bujo do ano que vem. Nessa junção da moda e do meu gosto, o livro Kids in Love, da Olivia Bee, e Being Human, o novo livro do William Wegman (aka: o artista que formou meu gosto estético), estão 100% na minha wishlist. Por fim, como uma pessoa que anda pra todos os cantos, essa sandália da Insecta Shoes seria bem top, ainda mais se eu puder combinar com essa saia feita à mão pela Gentle Thrills.

Por Débora, colaboradora

2017 foi um ano de altos e baixos, de muito trabalho, aprendizado e de rever alguns conceitos e decisões. Apesar de ser o ano que me formei na faculdade, não sinto que avancei muito em outros sentidos, mas tenho a certeza de que saio desse ano uma pessoa melhor do que entrei. Para 2018, espero continuar essa caminhada de desconstrução e, cada vez mais, me tornar uma melhor ouvinte, além de aceitar que nem sempre as pessoas gostarão do meu trabalho ou atitudes e está tudo bem com isso. Falando em trabalho, espero continuar fazendo parte do proletariado (sofredor, risos) no próximo ano e, como um ano novo é uma oportunidade para melhorar, quero ter mais organização no que diz respeito ao meu modo de trabalhar e isso começa ao criar uma arrumação melhor na minha mesa de trabalho. Com esse porta canetas lindo do Darth Vader com certeza vou ter sucesso em deixar minha mesa menos bagunçada e mais bonita. Sinto também que preciso começar a expressar mais, e sem medo de retaliações, as minhas visões e opiniões, por isso uma camiseta da Toda Frida e essa caneca linda da Mulher Maravilha podem ajudar a me dar coragem de erguer minha voz (mesmo que sejam apenas objetos) contra algo preconceituoso e que atinja de forma negativa as minorias. E, apesar de o ano ser novo, a vontade de devorar livros o máximo possível continua a mesma de sempre, então não vou hesitar em adicionar Quinze Dias e O Ódio que Você Semeia à minha estante.

Por Jazz, colaboradora

Chego ao final de 2017 como se tivesse corrido a São Silvestre. Esse ano foi de muitas vitórias, sobretudo profissionais, que me deixaram com aquele gostinho de quero mais. Em 2018, quero tentar organizar melhor meus projetos, por isso acho que já está na hora de deixar de frescura e ter um planner bem bonitão, de cactus, minha planta favorita, para me ajudar neste processo. O ano que vem promete ser cheio de emoções e, como não posso pedir meus sais em minha banheira banhada a ouro, só me resta ficar com meus bons drinks, então não pode faltar este kit para preparar bebidas fantástico. Para os momentos de lazer, quero sair dos emuladores de Play Station no computador e me jogar com os jogos do X-Box, afinal não custa sonhar, né? Uma das minhas metas para o ano que vem é aprender mais receitas vegetarianas/veganas, já que estou passando pela transição, e acho bacana ter um livro que ajude a desmistificar a ideia de que é difícil cozinhar, principalmente esse tipo de comida. Enquanto cozinho, gosto de ouvir música, então nada melhor do que comprar alguns disquinhos de vinil da minha banda favorita para ouvir junto com minha vitrolinha amada do coração!

Por , colaboradora

Meu 2017 foi de muito aprendizado e o próximo ano que chega será de ainda mais. Então, pra que cada momento seja aproveitado ao máximo, um caderninho da minha personagem preferida, a Pusheen, não pode faltar junto da bolsa. Uma coisa que tem me ajudado muito, também, é pensar macro, procurar ter novas perspectivas e dizer muito sim pra novas oportunidades. Com isso, quem vai me ajudar muito será rainha Shonda Rhimes com mais essa obra cheia de amor. Enquanto eu faço minhas leituras, relaxada no meu sofá, não podem faltar essas velas maravilhosas da Yakee Candles que deixam qualquer lugar mais aconchegante! Outra meta que tenho pro ano que vem é aprender a cozinhar de verdade, não só aquele omeletão tarde da noite, sabe? Mas fazer REFEIÇÕES! E com isso, espero ter muitas ideias do livro lançado pelo coletivo de chefs Cherry Bombe, que além de empoderar profissionais no mundo todo, tem podcasts semanais com novidades sobre comidas e lifestyle. E falando em vida boa, eu amo/sou creminhos pós-banho e a variedade de cheirinhos da Bath and Body Works me faz querer comprar tudo sempre que chega email-marketing!

Por Júlia, colaboradora

2017 foi um ano intenso. Terminei a faculdade, entrei em várias crises existenciais de passar horas deitada na cama e olhando para o teto e fiquei tempo demais pensando em Harry Styles. 2018 vai ser um ano de recomeços e mais foco (espero)! Começando minhas leituras para o projeto do mestrado, o livro da Anne Jamison sobre fanfiction, e o Harry, e seus fãs, sobre o fandom de Harry Potter. Para distrair a cabeça, minha nova obsessão é a escritora Anne Carson e quero ler mais livros dela. Saindo dos cuidados para a mente, o que salvou a minha pele em 2017 (e que vai continuar salvando em 2018) foi passar óleo no rosto, e o Bio Oil, segundo boatos, é usado pelas Kardashians — tem melhor recomendação que essa? Outro presente excelente para cuidados com o corpo é uma escola de cabelo Tangle Teezer, que consegue escovar meu cabelo quebrar nem danificar os meus fios, que são super finos. Eu com certeza vou pedir uma dessa de presente de Natal.

Por Paloma, editora

Meu ano de 2018 promete ser muito intenso, então montei um kit de sobrevivência cheio de itens que me ajudariam muito tanto nos momentos de relaxamento quanto nos de produtividade. O primeiro item é uma capa de celular linda e super tropical que vai me lembrar sempre que tudo o que estou fazendo, estou fazendo porque eu quero–e ninguém pode me obrigar a nada a não ser em virtude de lei (advogada, né?). O próximo item é uma caixa de som que combina demais com a decoração da minha casa e seria maravilhosa para aqueles momentos em que a única solução possível é largar tudo o que eu estou fazendo e rebolar minha bunda no meio da sala com Mabel, a gata. Como café é item de primeira necessidade para qualquer mestranda e editora de site que se preze, sinto que PRECISO dessa caneca belíssima da nossa heroína do coração. Finalmente, para não cair de exaustão e manter a sanidade mental, escolhi um livro que tá no topo da minha lista de desejados, e uma luminária para me ajudar a relaxar a mente com um poema deitada na cama, na hora de dormir.

Por Paula Maria, colaboradora

2017 foi um ano difícil e passei mais da metade dele deitada cheia de tristeza e sem conseguir fazer nada. Até que em outubro tudo mudou e pretendo continuar em 2018 o que comecei agora que, basicamente, é me reconectar comigo mesma. A primeira coisa que quero fazer é me permitir descansar mais – por isso, o primeiro item da minha lista é um Play 4, hahahah. Também pretendo me ausentar mais de redes sociais e registrar de outro jeito coisas que são especiais: com uma Instax Mini. Quero também continuar cuidando do meu corpo e pra isso quero essas luvinhas de academia da Adidas (me patrocina). Como sou de virgem com ascendente em sagitário, é óbvio que essa agenda maravilhosa da Imaginarium tá na minha lista – aproveitar a jornada é um dos preceitos pra 2018.

Por Tany, colaboradora

O primeiro semestre desse ano foi o pior momento da minha vida entre todos os últimos anos que consigo lembrar. Foi difícil sobreviver, mas depois que isso passou finalmente coloquei minhas metas e, acima de tudo, meu amor próprio nos eixos. Coloquei em prática o self care como nunca e quero melhorar minha rotina cada vez mais, por isso, que o combo máscara, vela e um livro é exatamente como pretendo passar grande parte dos meus finais de semana. Despertando de uma fase ruim vem sempre uma energia imensa para iniciar os projetos que estavam na nossa cabeça, por isso, vou precisar de um bom planner para me ajudar a organizar meu dia a dia, metas e minha vida como um todo. Ano que vem também será um ano de transformação e um dos motivos é que minha transição capitular está ficando cada vez mais real e meus cachos estão tomando forma, então já sei que vou precisar cuidar deles com mais atenção ainda e uma das coisas que não pode faltar é um bom difusor. Mal posso esperar pelo próximo ano que será cheio de mudanças, novidades e recompensas. Tô pronta pra dominar o mundo.

Por Tati, colaboradora

Eu comecei 2017 cheia de incertezas, pois sabia que seria um dos anos mais desafiadores da minha existência. Como de praxe, tomei umas porradas na cara e a vida me mostrou que eu preciso parar de desconfiar de mim mesma e saber que eu sou capaz de conquistar o que eu quiser. Por isso, nada melhor do que começar 2018 tomando um chazinho nessa caneca mara do Darth Vader enquanto eu concretizo meus planos de dominar a galáxia. Como eu não engano ninguém com essa história de chá, esse tapete verdadeiramente eu vai ficar maravilhoso na porta do meu quarto novo. Ano que vem quero dar continuidade na leitura e no aprofundamento das histórias clássicas das HQ’s, portanto é certo que lerei a famosa trilogia da Mulher-Maravilha: Sangue, Direto de Nascença e Força. E como eu estou inspirada na decoração da minha nova casinha, eu necessito desse porta copos do Harry Potter que é a coisa mais fofa do mundo. Minha avó vai ter que deixar eu colocar na mesa da sala. Estou pronta, 2018! Pode chegar chegando.

Por Thay, editora

Ainda que não tenha sido a última bolacha do pacote, 2017 não foi de todo ruim. Claro que parando pra pensar vem, em primeiro lugar, um monte de coisa negativa, mas se pensarmos com carinho dá pra tirar muita coisa boa desses últimos doze meses. Desafios profissionais e pessoais apareceram e foram vencidos com sucesso, e até uma passagem assustadora pelo hospital surgiu nos últimos episódios da temporada 2017, mas tudo acabou bem e eu só tenho a agradecer. Meus únicos planos para 2018 são ser mais gentil comigo mesma, com meu corpo e com a minha saúde, curtindo meus hobbies e momentos de lazer sem culpa – por isso já começo a lista com esse livro que é basicamente uma enciclopédia sobre a Mulher-Maravilha, algo que eu vou AMAR ler quando estiver espairecendo. E se é pra ter um momento de lazer sem culpa, quero conseguir, finalmente, sentar a bunda para jogar Rise Of The Tomb Raider pois é um sacrilégio não ter feito isso ainda. Pra organizar a vida, um planner bonitinho da Tilibra, capa preta com bolinhas brancas, e canetas marca texto da Stabilo pois cor pastel é VIDA. E para otimizar espaços, uma caixa de som com bluetooth que também é um vasinho de plantas!


** A arte em destaque é de autoria da nossa colaboradora Carol Nazatto. Para conhecer melhor seu trabalho, clique aqui!

Posts Relacionados

Comentários

Deixe um Comentário