Navegando Pela Categoria:

MÚSICA

MÚSICA

6 álbuns de mulheres que merecem sucessores em 2018

Por mais que a internet e os serviços de streaming musical estejam sempre dispostos a nos dar recomendações diárias para variar a playlist, não tem jeito: nossas artistas favoritas são nossas artistas favoritas. Não é a toa que os trabalhos delas tenham destaque no nosso gosto pessoal – com o misto de talento, inspiração e inteligência suas músicas marcam a época, embalam momentos marcantes em nossas histórias pessoais e também funcionam para transmitir sentimentos que nunca soubemos expressar somente em palavras. Graças à deusa não temos poucas opções, e essas artistas incríveis que vez ou outra mencionamos aqui se alternam para nos manter naquela expectativa positiva, lançar seus novos projetos ao mundo e salvar nosso ano com seus vocais e melodias.

Continue Lendo

COLABORAÇÃO MÚSICA

Camila Cabello: uma artista pra unir todas as tribos da América

Talvez você não conhecesse grandes coisas a respeito do Fifth Harmony além de uns refrões repetitivos que sempre tocam em qualquer balada que se preze (“Give it to me, I’m worth it”, alguém?). Mas se você habita o fantástico mundinho da internet, tenho certeza que ouviu pelo menos os ecos de uma grande treta que rolou em dezembro de 2016 com a banda. Um comunicado assinado pelas integrantes Ally BrookeNormani KordeiLauren Jauregui Dinah Jane revelou que “depois de quatro anos e meio juntas, nós fomos informadas por meio de seus representantes que Camila [Cabello] decidiu sair do Fifth Harmony. Desejamos o melhor pra ela”. Em seguida, Camila Cabello saiu em sua própria defesa e disse ter ficado chocada ao ler o comunicado, o qual havia sido divulgado sem que ela soubesse, e contradisse a declaração das antigas colegas (amigas?): “As meninas estavam cientes dos meus sentimentos durante a turnê, durante as longas e necessárias conversas sobre o futuro que nós tivemos durante a turnê…”, foi o que ela divulgou em suas próprias redes.

Continue Lendo

MÚSICA

Troféu Valkirias de Melhores do Ano: Música

2017 foi um ano de muitos ótimos lançamentos na área musical. Se é que algum fio condutor comum pode ser encontrado entre esses trabalhos tão diversos, ou pelo menos a maior parte deles, é a ênfase corajosa nos sentimentos, se permitir ser vulnerável diante do olhar público. Em certo sentido pode não parecer tanta coisa, músicos escrevem sobre seus sentimentos e suas vidas pessoais desde que o mundo é mundo, mas em algum nível parece que esse ano isso foi feito de uma forma ligeiramente diferente. Como cantado pelo queridinho do público Harry Styles — que não está nessa lista exclusivamente feminina, mas também lançou esse ano um álbum que se encaixa nesse mesmo padrão — em uma das músicas de seu novo álbum, “we are not who we used to be” [nós não somos quem costumávamos ser]. E de fato talvez não sejamos mesmo.

Continue Lendo

CINEMA INTERNET LITERATURA MÚSICA TV

2017 – O Ano das Emoções

No segundo episódio do podcast da Rookie, Lorde proferiu: “2016 foi o ano de perceber coisas – como captado por Kylie Jenner –; 2017 é o ano das emoções”.

Apesar do ar de bruxaria, a fala de Lorde não foi de fato uma previsão do futuro, mas pôs em palavras o que o universo já nos indicava desde o dia primeiro de janeiro: 2017 foi o ano das emoções. Seja em nossas vidas pessoais, seja no âmbito coletivo, vivemos uma nova ascensão dos sentimentos, uma volta do Romantismo do século XIX agora revisitado pelos netos do Modernismo. Lorde, Lady Gaga, Kesha, Harry Styles, SZA  os mais variados artistas embarcaram nessa espécie de movimento cultural que já vem acontecendo há algum tempo, mas em 2017 se tornou evidente.

Continue Lendo

MÚSICA

Reputation: Taylor Swift em curto-circuito

“Aqui jaz a reputação de Taylor Swift”, é o que aparece escrito numa lápide na abertura de “Look What You Made Me Do”, primeiro clipe da era reputation. A música é talvez a pior do novo álbum – alguns vão longe o bastante para declará-la a pior de sua carreira –, mas tem em si a chave para sua nova era, sendo a escolha perfeita para marcar o retorno da artista à vida pública depois do escândalo envolvendo o casal Kardashian-West e a onda de ataques na internet, que tiveram como consequência um ano em que Taylor Swift basicamente sumiu. Com letra caricata e sonoridade estranha, “Look What You Made Me Do”, tanto música quanto clipe, carrega duas mensagens importantes.

Continue Lendo

MÚSICA

Madonna: você sabe como se sente uma garota nesse mundo?

Em 1990, logo após o lançamento do polêmico clipe Justify My Love, Camille Paglia escreveu um artigo no jornal The New York Times intitulado Madonna – finally, a real feminist. Através de uma crítica ao clipe, “O vídeo é bad word ográfico. É decadente. E é fabuloso.”, Paglia desenvolve uma argumentação de que o ataque aos homens, como categoria/classe, é um erro de alguns dos feminismos e que o trunfo de Madonna estava em reconhecer o masculino. Reconhecer e entender que as ambiguidades e profundidades presentes em relacionamentos heteronormativos, conhecer sobre sexo, sexualidade e desejo, prazer e corpo, a colocaria na vanguarda do feminismo.

“O Feminismo diz: Chega de máscaras!
Madonna diz que não somos nada, senão máscaras.”

Continue Lendo