Navegando Pela Categoria:

LITERATURA

LITERATURA

Relatos de Um Gato Viajante – amizade além das fronteiras

Algumas histórias ficam com a gente para sempre – e esse certamente é o caso de Relatos de Um Gato Viajante, da autora japonesa Hiro Arikawa. Publicado no Brasil pelo selo Alfaguara da Companhia das Letras, o livro conta a história de Nana, um gato que está viajando pelo Japão em companhia de Satoru, seu inesperado e devotado dono. Com ares de fábula e um enredo cativante, Relatos de Um Gato Viajante surpreende pela trama delicada e a narrativa ágil de Arikawa, que consegue mesclar momentos de emoção pura com piadas divertidas.

Continue Lendo

LITERATURA

O Infinito no Meio: reclusa na própria memória

Nós não aprendemos a lidar com a perda. É uma das questões que só conseguimos enfrentar com o passar do tempo, que acabam trazendo novas vivências, ensinamentos e, principalmente, maturidade. Mas e se o tempo parasse em um momento de extrema dificuldade e vulnerabilidade?  E se fôssemos reféns de um único espaço onde ele não corresse e tivéssemos que observar todo mundo a nossa volta viver e permanecêssemos no mesmo espaço físico e temporal? Essa é a história de Cecília, a protagonista de O Infinito no Meio, novo livro de Priscilla Matsumoto, autora de Ball Jointed Alice.

Continue Lendo

LITERATURA

8 livros infantis para ler mulheres desde sempre

Nunca é cedo demais para começar a ler mulheres – seja por conta própria ou ouvindo alguém ler. Quando falamos de livros infantis, é fácil lembrar dos contos de fada clássicos, com suas princesas constantemente salvas por príncipes encantados. Até na literatura brasileira pensamos rápido nos homens: Monteiro Lobato, Ziraldo e Maurício de Souza logo vem à cabeça. Mas a literatura infantil está cheia de escritoras incríveis, conhecidas e premiadas, para todas as idades.

Continue Lendo

LITERATURA TV

Píppi Meialonga: por uma representatividade positiva de meninas na Literatura Infantil

Conheci a personagem Píppi Meialonga através de uma antiga série de TV dirigida por Olle Hellbom em 1969 e protagonizada por Inger Nilsson. Na época, eu era ainda muito menina e não sabia que a produção tinha por inspiração o mundo das letras impressas; foi somente mais tarde que eu descobri que por trás das telas existiam páginas de papel. Além desta, houve outra adaptação cinematográfica, As Novas Aventuras de Píppi Meialonga, dirigida por Ken Annakin em 1988, e também uma série animada, As Aventuras de Píppi Meialonga, lançada em 1997. Todos esses enredos são baseados na coleção de três livros da escritora sueca Astrid Lindgren, editados entre 1945 e 1948. O primeiro livro da trilogia, Píppi Meialonga (no original, Píppi Långstrump), foi escrito inicialmente apenas como um presente para o aniversário de dez anos de sua filha, mas a história conquistou a todos e foi traduzida para cerca de 80 idiomas, do árabe ao zulu. Essa foi a obra de maior sucesso da autora e lhe concedeu diversos prêmios, entre eles, o prestigiado Hans Christian Andersen – maior prêmio de Literatura Infantil. Continue Lendo

LITERATURA

Uma Bolota Molenga e Feliz: Sarah Andersen, mulher e millenial

O nome Sarah Andersen não é desconhecido. Para bom vivente da webesfera, a chance de ter cruzado com algum trabalho da jovem adulta nascida em 1992 é grande. Responsável pela página Sarah Scribble’s, que possui mais de dois milhões de curtidas no Facebook, a artista reúne em cômicas tirinhas e pequenas histórias, realidades fictícias e autobiográficas. De forma divertida, suas tirinhas e quadrinhos representam muito bem o cotidiano de muita gente, em especial se você for uma mulher e mais ainda se for millenial. Continue Lendo

LITERATURA

A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil – um ninho de penas entre as estrelas

O primeiro título de ficção científica do selo DarkLove, da DarkSide Books, não poderia ter sido melhor escolhido: A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil, escrito pela norte-americana Becky Chambers, é um daqueles livros que vão te impactar do começo ao fim. Unindo uma história de viagem espacial ao desenvolvimento pessoal de cada personagem, a trama escrita por Becky é capaz de nos fazer viajar pelas estrelas e entender a importância de conviver com as diferenças. Se somos cada um especiais e importantes à nossa maneira, porque não encarar nossas diferenças como algo a ser aceito e compreendido?

Continue Lendo