Navegando Pela Categoria:

CINEMA

CINEMA

Crítica: Liga da Justiça

Um filme em live-action de A Liga da Justiça tem vivido no imaginário dos fãs de animações e quadrinhos há muitos anos. Desde que os primeiros seriados de Batman e Mulher-Maravilha fizeram suas estreias na televisão, desde que o Superman voou pela primeira vez na tela grande do cinema, os fãs esperam por um momento em que todos os seus super-heróis favoritos se reunissem e fossem interpretados por pessoas de carne e osso. Se Liga da Justiça, o filme que estreou no Brasil dia 15 de novembro, se sai tão bem nessa missão de reunir alguns dos heróis mais queridos dos fãs, muito é por conta da nostalgia e sentimentalismo de quem assiste à produção.

Continue Lendo

CINEMA LITERATURA

Batalha por Sevastopol: Lyudmila Pavlichenko e a participação feminina na guerra

Em 2015, foi lançado o filme russo Batalha por Sevastopol que, apesar do nome, é uma espécie de biografia de guerra da sniper do Exército Vermelho Lyudmila Pavlichenko. A crítica formal e a informal (feita por pessoas comuns que assistiram ao filme) caíram em cima do diretor, afirmando que ele não representou a face verdadeira da guerra. Será isso porque a heroína do filme é uma mulher real, com vida, família e interesses amorosos?

Continue Lendo

CINEMA

Final Girls: subvertendo estereótipos

Filmes de terror, especialmente os do gênero slasher, seguem uma fórmula identificável, com tropos conhecidos: as vítimas sobem escadas em vez de sair pela porta, cenas de sexo inevitavelmente significam que aqueles personagens vão morrer em breve, o assassino é quase indestrutível e sobrevive a qualquer coisa, personagens negros e/ou LGBTQ+ morrem logo no começo da trama, todo mundo é suspeito… E o meu tropo preferido: a final girl, isso é, a sobrevivente. Ela é, via de regra, uma mulher jovem, virgem ou indicada como “pura” pela narrativa, muitas vezes com um nome com gênero neutro ou ambíguo, que investiga o que está acontecendo e, ao final, sobrevive e desmascara e mata o assassino (ou acha que mata, porque outro tropo conhecido de slashers é que o assassino volta, de alguma forma, na continuação).

Continue Lendo

CINEMA LITERATURA TV

Stephen King e a mulher-vítima 

Correndo o risco de se tornar um dos autores mais adaptados de 2017 e já sendo um dos mais prolíficos do mundo, recentemente tem sido desafiador não esbarrar em alguma obra cujas raízes tiveram origem na obscura mente de Stephen King. O escritor está em toda parte, até mesmo nas influências em séries de sucesso, como Stranger Things, que voltou para sua segunda temporada no último dia 27 de outubro.

Continue Lendo

CINEMA

Abracadabra: a relação entre a mulher e jovialidade imposta pela sociedade

Uma coisa é certa: é impossível pensar no mês de outubro e não lembrar de abóboras, morcegos, chapéus pontudos e todo aquele misticismo que o Dia das Bruxas carrega consigo. Bruxas (cadê minha carta de Hogwarts?) são figuras do imaginário popular que podem ser interpretadas de maneiras diferentes conforme a cultura em que seu mito está inserido, assim como a referência que se tem desse tipo de figura. Em algumas culturas, as bruxas são apontadas como mulheres muito sábias com conhecimentos sobre a natureza, o funcionamento de determinadas ervas e a cura de certas doenças. De geração para geração, elas transmitiam seus conhecimentos para outras mulheres de maneira a propagar aquilo que sabiam. Não é a toa que muitas dessas mulheres foram condenadas à morte simplesmente por pregarem um tipo de conhecimento contrário ao professado pela fé da Igreja Católica – é só lembrar do sombrio e tenebroso período da Inquisição e as provações terríveis pelas quais essas “bruxas” tiveram que passar. 

Continue Lendo

CINEMA

Mulheres e terror: 8 filmes para o Dia das Bruxas

Todo ano, no mês de outubro, as pessoas se dividem em dois grupos: as que comemoram e/ou amam o Halloween, e as que acreditam que nós, brasileiros, não devemos nos apropriar de uma data comemorativa de outra cultura. Fazendo parte do primeiro grupo, uma das coisas que mais gosto são as listas de filmes de terror e descobrir novos títulos para assistir durante o ano. Desde pequena sou fã do gênero e já gastei muitas horas da minha vida com filmes de terror ruins, porém, no meio de muitos títulos questionáveis, acabei descobrindo algumas pérolas. Nos últimos anos, esta categoria começou a surpreender até quem não gostava de filmes de horror, lançando diversos filmes com protagonistas que saem das comuns final girls. Filmes onde as mulheres não são expostas a (tanta) nudez e suas personalidades começam a ter mais dimensão. Em partes, isso acontece graças à quantidade de diretoras que adentraram no gêneros nos últimos anos.

Continue Lendo